Meu Perfil
BRASIL, Sudeste, SAO PAULO, BUTANTA, Homem, de 36 a 45 anos, Livros, Arte e cultura, uma boa garrafa de pinot noir
Yahoo Messenger -



Histórico


Votação
 Dê uma nota para meu blog


Outros sites
 joroba
 bacante
 mario bortolotto
 carpinejar
 ademir assunção
 Cléo de Páris
 carolzinha
 questão de crítica
 sated
 teatro para alguém
 chico ribas
 sobre teatro
 alêzinha
 ivam cabral
 gilberto martins
 rodolfo garcía vásquez
 teatro oficina
 tempo de crítica
 priscila leão
 mARIA
 gerald thomas
 Cacilda!!
 blog da Renata


 
Dyl Pires


o autor dos poemas de "Atrás da Vidraça" veio me ver. deixou um exemplar autografado. depois uma bela revelação: "estou indo entrevistar manoel de barros". fiquei feliz, pois sei que ele vai fazer um bom trabalho a exemplo do que fez com Gullar; logo depois, quando se foi, me pus a pensar: como deve estar bernardo, seu alter ego??!! o poeta do Pantanal está quase totalmente surdo, quase totalmente cego, perdeu um filho e está com outro acamado. "só uma alma atormentada para trazer pra voz um formato de pássaro".



Escrito por Dyl Pires às 10h41
[] [envie esta mensagem] [ ]



Nada mais patético: frases de grandes pensadores ditas como pensamento do dia em programas televisivos de culinária. é a vida! e não é bonita, e não é bonita!



Escrito por Dyl Pires às 15h47
[] [envie esta mensagem] [ ]



12 de dezembro/ aniversário de Jorgeane!

nos ENCONTRAMOS nessa imensa roda. acho que se somássemos tudo daria um filme absurdo ou circense. mas a sombra do humano nos perseguiu tanto, e apesar da sua mãe aparecer em sonho para nos alertar, e por mais que tentássemos, não conseguimos nos afastar da luz. no fundo ninguém consegue-consegue! joroba, depois de um tempo a memória torna-se um grande par de olhos pousando sobre as pessoas, sobre o tempo, sobre as coisas; e nisso reside a violência de estar vivo. nos esgotamos de procurar na vida e começamos a nos limitar ao compartimento vasto, mas por vezes estreito da memória. vasculhando um pouco nestas últimas 24h descobri uma dedicatória de 6 anos no "Lygia Clark Hélio Oiticica Cartas 1964-1974", que dizia" te saber existente me é essencial". te devolvo agora: TE SABER EXISTENTE ME É ESSENCIAL! um eco pomposo da tua voz e presença me acompanha os passos sempre e pra sempre. Parabéns! te amo.



Escrito por Dyl Pires às 23h50
[] [envie esta mensagem] [ ]



o passeio com o cão

deixou de ser uma simples alegria

no dia em que decidimos

colocar a solidão na coleira



Escrito por Dyl Pires às 23h43
[] [envie esta mensagem] [ ]



até o fim tudo será sempre um aprendizado. aos 41 anos, saudades é o que eu mais sinto hoje em dia!



Escrito por Dyl Pires às 23h40
[] [envie esta mensagem] [ ]



POESIA E ARTES PLÁSTICAS NA ILHA!



Escrito por Dyl Pires às 23h39
[] [envie esta mensagem] [ ]




[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]